Saiba como consultar o saldo do FGTS e saber se pode sacar R$ 1.045

Os trabalhadores poderão fazer o saque emergencial do FGTS no valor de R$ 1.045, a partir de 15 de junho até 31 dezembro de 2020 e o patrimônio do PIS/PASEP será absorvido pelo FGTS a partir de 31 de maio. 

O trabalhador tendo mais de uma conta no FGTS, o saque funcionará da seguinte forma: primeiro será possível sacar o saldo de contas relativas a contratos de trabalho extintos, começando pela conta que tiver o menor valor no saldo. Depois, os saques das outras contas, com início pela conta que tiver o menor saldo.

Para você saber o saldo no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), basta entrar no site da Caixa ou baixar o aplicativo do FGTS, que está disponível nos celulares e tablets.

Ao cessar o site da Caixa, será solicitado que insira o número do NIS (o seu número de Identificação Social) ou CPF e depois clique em cadastrar senha.

Depois de fazer o cadastro da senha, leia com atenção o regulamento que vai aparecer na tela e clique em aceito.

Em seguida, preencha dos dados pessoais que serão requeridos.

Para finalizar o cadastro, crie uma senha com no máximo 8 dígitos, misturando letras e números e confirme.

Depois, retorne para a tela inicial, onde deve colocar os dados do login que você acabou de criar.

Para quem já possui cadastro deve utilizá-lo para fazer o login no site ou no app

Não conseguindo acessar o site da Caixa ou ao aplicativo, poderá usar a central telefônica, ligando para o número 0800 724 2019, ou, ir uma agência da Caixa.

Quem poderá sacar

Qualquer pessoa que tiver uma conta, ativa ou inativa no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS.

Valor a ser liberado

Será um valor de até R$ 1.045 por trabalhador, ou seja, um salário mínimo.

O banco informou que a dinâmica vai ser a mesma das demais liberações do FGTS: os saques serão feitos de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

Todos os trabalhadores que possuem contas no FGTS, poderão ser beneficiados. Num total de 60,8 milhões de trabalhadores.

Cerca de 30,7 milhões de trabalhadores poderão sacar todo o recurso no FGTS (50,5% do total). Até 80% das contas serão zeradas com o saque; sendo que R$ 16 bilhões serão liberados para 45,5 milhões de trabalhadores que têm até 5 salários mínimos de saldo no FGTS.

Fonte: Caixa Econômica Federal

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email