Programação do 21º Caxias em Cena começa no dia 06 de setembro

A Secretaria Municipal da Cultura (SMC), por meio da Unidade de Arte e Cultura, apresenta a programação do 21º Caxias em Cena. O ator Celso Frateschi, da Rede Globo, é uma das atrações deste ano com o espetáculo “Diana”. Serão dez dias de programação variada, que envolve espetáculos cênicos e oficinas gratuitas para públicos de diversas idades.

A programação inicia no dia 06 de setembro e segue até o dia 15.
Estão previstas 16 apresentações teatrais, com entradas gratuitas e/ou a preços acessíveis: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada); além de seis oficinas, essas com participação gratuita.
Para a coordenadora da Unidade de Arte e Cultura, Aline Carneiro, o Caxias em Cena permite à população caxiense ter acesso a espetáculos de importantes grupos e artistas do teatro, dança e música. “A intenção do Festival é conseguir abranger os mais diversos públicos e oportunizar a vivência com diversas linguagens teatrais”, comentou.
Mais informações na Unidade de Arte e Cultura pelo telefone (54) 3901.1316 – ramal 219. 


06 de setembro – Abertura Oficial do 21º Caxias em Cena –Espetáculo “Mãe Criada” Companhia: Dionisos Teatro Classificação: 12 anos Horário: 20h Local: Teatro Municipal Pedro Parenti

Ingressos no local: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (para estudantes, servidores, idosos e classe artística, mediante comprovação)

Sinopse: Como se dá a gestação e o nascimento de uma mãe? Através de uma conversa cênica, a atriz/mãe expõe neste espetáculo solo os conflitos do surgimento de uma mãe criada, talvez mal criada, talvez ainda por ser inventada. A linha do trabalho segue o trajeto da barriga ao bebê e investiga o que sobra da mulher por trás dessa tarefa que lhe é atribuída pela humanidade.

07 de setembro – Oficina “Teatro e Memória: Narrativas Pessoais para construção da cena” Companhia: Dionisos Teatro Classificação: 16 anos Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho Entrada gratuita

Sinopse: Dionisos Teatro vem desde 2004 trabalhando com dramaturgia própria e tendo a memória e as narrativas pessoais como elementos de construção cênica. Aliada à sua experiência com o Teatro Playback (formato teatral de improviso baseado em histórias reais), o grupo propõe uma oficina prática, de forma a oferecer exercícios de criação cênica e discussão acerca da relação Teatro e Memória.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email