Prato feito fica 20% mais caro com influência do auxílio emergencial e alta do dólar

O prato feito está pesando mais no bolso do brasileiro por causa da inflação. Pressionada pela disparada de itens da cesta básica nas últimas semanas, a tradicional mistura de arrozfeijãosalada e carne aumentou 20% em agosto de 2020, na comparação o mesmo mês do ano passado, aponta pesquisa feita pela consultoria GfK.

A alta é impulsionada principalmente pelo encarecimento do arroz, feijão e proteína animal nas gôndolas dos supermercados, reflexo do aumento da venda desses produtos no mercado internacional, o crescimento da demanda interna pressionada pelo auxílio emergencial e a alta do dólar. A inflação sobre alimentos e bebidas acumulou alta de 0,78% em agosto, segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados nesta quarta-feira, 9.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email