Possibilidade dos trabalhadores poderem sacar 35% do que está depositado no seu FGTS repercute

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo deve anunciar ainda nesta quinta-feira (18) as regras para saques de contas ativas do FGTS. Segundo o presidente, o objetivo é dar uma “pequena injeção na economia”.

“E é bem-vinda, porque a economia, segundo especialistas, já começa a dar sinais de recuperação”, disse Bolsonaro na cidade argentina de Santa Fé, onde participou da cúpula do Mercosul.

A medida foi confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo o ministro, será possível retirar até 35% do valor depositado na conta, dependendo da renda do trabalhador.

Segundo informações fontes da equipe econômica ouvidas pelo jornal O Estado de S. Paulo, uma das ideias é autorizar o saques de 35% do saldo para quem tem até R$ 5 mil no fundo. Trabalhadores com até R$ 10 mil no FGTS teriam autorização para sacar 30%. Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS, mas o percentual não foi definido. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

Com a medida, o governo prevê liberar R$ 42 bilhões para os trabalhadores. Além disso, poderão ser sacados outros R$ 21 bilhões dos recursos do Pis/Pasep.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email