Movergs completa 32 anos neste sábado

Representando 2.640 empresas moveleiras gaúchas, o que equivale a 13,5% das unidades fabris do Brasil, a Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs) chega aos seus 32 anos neste sábado, 14 de setembro.

Com a importante missão de representar e defender os interesses da cadeia produtiva de madeira e móveis, desde 1987 a entidade tem direcionado seus esforços no sentido de contribuir e garantir ferramentas competitivas em prol do desenvolvimento de seus associados. A defesa dos interesses das empresas do segmento também motiva a Movergs a trabalhar pela ampliação de sua representatividade no contexto político-econômico nacional.

As indústrias de móveis gaúchas produziram, em 2018, aproximadamente, 78,5 milhões de peças, o que corresponde por 17,4% do total de móveis fabricados no país, gerando faturamento de R$ 11,1 bilhões e mais de U$ 188 milhões em exportações, equivalente a 28,9% das exportações nacionais.

As empresas gaúchas também são responsáveis pela geração de aproximadamente 35,5 mil postos de emprego, o que demonstra o quão representativo é o segmento no contexto da economia gaúcha, tanto pela geração de renda e tributos, quanto para números de postos de trabalho.

“Há três décadas, a Movergs tem trabalhado com o compromisso de representar e defender os interesses da cadeia produtiva moveleira. Seguindo o slogan da entidade ‘Unir para fortalecer, renovar para crescer’, temos sido incansáveis no aprimoramento de projetos, na geração de oportunidades e parcerias e na defesa dos interesses das empresas” ressalta o presidente da Movergs, Rogério Francio.

Diante da competitividade global e das constantes mudanças no comportamento do mercado, a Movergs tem trabalhado para promover ações que auxiliem os empresários a enfrentar esses desafios, por meio de informações que estimulem a inovação, a criatividade e a diferenciação. Como bons exemplos estão o consolidado Congresso Movergs, a sempre surpreendente FIMMA Brasil e as reuniões de integração com representantes de sindicatos de outros polos moveleiros do Estado e do Brasil.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email