EUA afirmam que coronavírus ‘não foi criado pelo homem

Os serviços de Inteligência do governo dos Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira, 30, que o novo coronavírus (Sars-CoV-2) “não foi criado pelo homem ou modificado geneticamente em laboratório”.

A informação foi repassada pelos diretores das agências de Inteligência, que coordenam o trabalho de todos os órgãos nacionais, como a CIA e a NSA. Agora, os especialistas buscam determinar “se a pandemia começou pelo contato com animais infectados” ou se ela foi causada por “algum problema em um laboratório de Wuhan”, a cidade chinesa onde os primeiros casos foram relatados.

A informação vai no mesmo sentido de outra pesquisa, feita pelo Scripps Research Institute e publicada na revista “Nature Medicine” no dia 26 de março, de que o Sars-CoV-2 era incontestavelmente um vírus natural. Naquele momento, os pesquisadores informaram que era preciso entender como “um vírus animal fez um salto de espécie para infectar o homem de maneira tão eficaz” para prevenir esse tipo de epidemia no futuro.

Por diversas vezes, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insinuou que a China poderia estar por trás da criação da pandemia, seguindo diversas teorias da conspiração que haviam sido divulgadas até por pessoas ligadas ao governo de Jair Bolsonaro.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email