Escolas da rede municipal realizam projetos alusivos à Festa da Uva em sala de aula

A Festa Nacional da Uva é um momento de celebração que envolve o povo caxiense. Milhares de pessoas visitam o evento e se encantam com a cultura trazida pelos imigrantes italianos que colonizaram Caxias do Sul. Para incentivar o contato com essa tradição, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) proporcionou, por meio de inscrições, que 1.920 crianças da rede municipal visitassem a festa gratuitamente. Além disso, as escolas foram orientadas a trabalhar o assunto em sala de aula.

Na Escola Municipal Cidade Nova, no bairro de mesmo nome, as turmas da Educação Infantil até o 5º ano do Ensino Fundamental se uniram para realizar diversas atividades. Os estudantes trabalharam a história da festa, a música tema deste ano, participaram de aulas de culinária produzindo geleia de uva e puderam também degustar alguns cachos da fruta. Para a coordenadora pedagógica, Sheila Duarte, o projeto foi essencial para os estudantes conhecerem um pouco mais das origens de Caxias do Sul. “As turminhas trabalharam com alegria e curiosidade. Todos puderam vivenciar na prática um pouco da história da festa, que ajuda também a contar um pouco da trajetória do nosso município. Foi um projeto muito importante para a nossa escola e para o desenvolvimento de um conhecimento mais concreto”, comenta.

Os 3º e 4º anos da Escola Municipal Professora Marianinha Queiroz, do bairro São Cristóvão, também realizaram um trabalho sobre a Festa da Uva. Antes de visitar os pavilhões, os professores titulares do 4º ano conversaram com os estudantes e passaram um documentário de toda a história da festa. Após a visita, todos fizeram relatos sobre o que aprenderam. Nesta sexta-feira (08/03), eles também trabalharam a importância da mulher imigrante e as vestimentas do trio de soberanas, em alusão ao Dia Internacional da Mulher. Já os 3º anos organizaram um típico café da manhã italiano e estudaram sobre a história da imigração italiana. “Todos adoraram visitar os pavilhões, pois muitos nunca tinham ido. E, posteriormente, nas atividades, eles demonstraram muito interesse e aproveitaram bastante”, afirma a professora Marivane Mascarello.

Inspirados nos antigos cartazes da Festa da Uva, uma dupla de professores e os estudantes do 2º ano da Escola Municipal Bento Gonçalves da Silva, do bairro Jardim das Hortênsias, trabalharam em um projeto de recriação dos pôsteres. As crianças se vestiram com roupas antigas e posaram para as fotos segurando cachos de uvas e instrumentos musicais. Paulo Prusch, professor de artes responsável pelo projeto, conta que o trabalho foi feito com o intuito de resgatar memórias, proporcionando a troca de experiências com os pais e avós. “A aprendizagem foi divertida e prazerosa, somando o conhecimento da história com as memórias afetivas das famílias dos estudantes”, conclui.

Já na Escola Municipal Sete de Setembro, em São Luiz da 6ª Légua, o 5º ano fez uma atividade diferenciada. Eles assistiram a um vídeo da Festa da Uva de 1958 e elaboraram um texto coletivo comparando com a festa atual. Depois, para estudar o gênero textual receita, a professora titular levou para a sala de aula uma receita de cuca de uva. Os ingredientes foram divididos entre os estudantes e todos fizeram o doce juntos. “Ficou uma delícia! Cada um comeu um pedacinho e alguns quiseram partilhar a experiência gastronômica com a família, levando um pedacinho para casa”, relata Denise Degregori, coordenadora pedagógica da instituição.

“É uma alegria presenciar professores e estudantes motivados com a festa e realizando atividades que permitam a vivência da cultura do nosso povo nas nossas escolas. Além disso, pudemos proporcionar um contato ainda maior com o evento para quase duas mil crianças, o que nos deixa muito felizes”, concluiu a secretária municipal da Educação, Marina Matiello.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email