Balada Segura e observa queda nos índices de embriaguez no trânsito de Caxias do Sul

A possibilidade de quem bebe e assume a direção de um veículo ser parado em uma blitz da operação Balada Segura mais do que triplicou nos últimos três anos em Caxias do Sul. Isso porque a quantidade de abordagens realizadas pelos fiscais da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) em busca de motoristas embriagados saltou de 1.954 nos primeiros sete meses de 2016 para 6.513 no mesmo período deste ano – um crescimento de 233%. Percentualmente, o número de autuações por dirigir sob efeito de álcool caiu. Se em 2016, a cada 100 motoristas abordados na Balada Segura, 18 estavam embriagados, nesse ano o índice caiu para sete.

Os números fazem parte de um levantamento da SMTTM com o propósito de analisar os resultados das operações realizadas semanalmente na cidade. O relatório revelou que o caxiense está menos imprudente quando o assunto é embriaguez no trânsito. De janeiro a julho deste ano, 469 motoristas foram autuados sob efeito de álcool ou que se recusaram a fazer o teste de etilômetro (bafômetro). O número representa 7,2% dos 6.513 veículos abordados pela SMTTM durante o período. Em 2018, o índice era de 10,4%: 584 casos de embriaguez em 5.629 ações de fiscalização da prefeitura. Há três anos, o percentual de alcoolemia durante o período em Caxias do Sul era de 18,6%, o mais alto índice durante as ações da Balada Segura.

Outro comportamento revelado pelo estudo mostra que a quantidade de álcool ingerido pelos motoristas também diminuiu. Dos 469 condutores flagrados embriagados de janeiro a julho deste ano, 13 tiveram resultado igual ou superior a 0,34 mg/l de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões no bafômetro, conduta considerada crime de trânsito. É o mais baixo índice desde 2016. No ano passado, dos 584 flagrados embriagados, 54 foram encaminhados à delegacia pelo excesso de álcool. Em 2017 foram 23 casos e 17 em 2016.

Na avaliação do titular da SMTTM, Cristiano de Abreu Soares, os índices são importantes para analisar a efetividade da Balada Segura na missão de retirar de circulação condutores imprudentes que assumem o risco de dirigir embriagados. Segundo ele, durante o período, o motorista caxiense mostrou estar mais consciente sobre a prática. Mesmo assim, novas estratégias de fiscalização também serão exploradas pelos fiscais de trânsito nos próximos meses.

“Mais do que triplicamos a nossa presença nas ruas, mas os casos de embriaguez não acompanharam esse crescimento. Ainda não é possível determinarmos uma consequência desses números, mas sem dúvida a educação no trânsito começa a dar sinais de efetividade e de relevância com a comunidade. A mensagem que queremos passar para os motoristas é que continuaremos vigilantes e atuantes com os demais órgãos de segurança e trânsito para estarmos cada vez mais em novos locais e regiões da cidade. O resultado disso são menos acidentes e menos danos ao patrimônio, tanto público como privado”, pontuou Soares.

Em Caxias do Sul, o programa de combate à embriaguez no trânsito faz parte de uma parceria entre a SMTTM e o Detran gaúcho. As blitze são realizadas semanalmente, em diversos pontos da cidade, com o apoio de outros órgãos de segurança, como a Guarda Municipal (vinculada à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Proteção Social – SMSPPS), Brigada Militar (BM), Polícia Civil, Comando Rodoviário Estadual e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email