Atividade solar indica que nossa estrela está entrando em novo ciclo

Alheio ao pandemônio que está acontecendo na Terra neste momento por causa da pandemia do novo coronavírus, o Sol está se preparando para abandonar um relativamente longo período de calma e entrar num novo ciclo climático. A partir das observações da formação de manchas na superfície da estrela, os cientistas acreditam que a mudança deve acontecer “talvez este mês”.

A baixa incidência de manchas na superfície do Sol apontam para uma mudança do polo magnético da estrela – um fenômeno que acontece aproximadamente a cada 11 anos
Alheio ao pandemônio que está acontecendo na Terra neste momento por causa da pandemia do novo coronavírus, o Sol está se preparando para abandonar um relativamente longo período de calma e entrar num novo ciclo climático. A partir das observações da formação de manchas na superfície da estrela, os cientistas acreditam que a mudança deve acontecer “talvez este mês”.

O Sol passa por ciclos de atividade a cada 11 anos aproximadamente. No momento, ele está bem quieto, entre o fim do ciclo solar 24 e o começo do 25. À medida que sua atividade aumenta, mais manchas cruzam sua superfície. São essas manchas que dão origem a explosões solares, como a ejeção de massa coronal ou o lançamento de radiação e partículas carregadas pelo sistema solar.


O efeito disso aqui na Terra varia entre a ocorrência de auroras boreais, interferências no nosso sistema de satélites até o desligamento da rede elétrica no solo. Previsões de ciclos solares são complicadas já que os cientistas não sabem tanto quanto gostariam sobre como nossa estrela de fato funciona.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email