Senalba-Caxias realiza acordos coletivos para valorizar o trabalhador

Após a reforma trabalhista o Sindicato SENALBA Caxias adotou uma nova forma de defender os trabalhadores de suas categorias, usando os meios jurídicos e as mídias sociais.
Uma das formas adotadas é os acordos coletivos de trabalho diretamente com as empresas sem passar pelo sindicato patronal. E nos últimos 3 meses já foram 4 acordos assinados com escolas de educação infantil (Primeiro Degrau, Tindolele, Doce Mel e Estação da Alegria) e ainda há vários outros em negociação inclusive de outras categorias.
O presidente Claiton Melo destaca que “O acordo coletivo tem a participação direta dos trabalhadores em decisões importantes de seu cotidiano, como salários, férias, horários e outros direitos.”
Conforme a CLT, um acordo coletivo tem vigência de dois anos e estão proibidas quaisquer possibilidades de retrocesso de direitos já conquistados, como férias ou salários. Após as negociações, ocorre uma assembleia geral de trabalhadores, que votam pela aprovação ou não da proposta feita pela empresa. Se aprovada, um documento é redigido e a cópia é entregue à Delegacia Regional do Trabalho, com o intuito de viabilizar a fiscalização.
O Dr. João Henrique Leoni Ramos, Advogado do SENALBA explica “o acordo coletivo visa justamente propor uma negociação pacífica para chegar a um acordo comum entre o que é requisitado pelos trabalhadores (por meio do sindicato) e o que a empresa está proposta a ceder. É uma maneira de resolver conflitos e evitar situações como greves, que geralmente ocorrem quando não há negociação ou quando as negociações não são cumpridas pela empresa.”

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on print
Share on email